terça-feira, 8 de junho de 2010

Dionísio

http://2.bp.blogspot.com/_M5_6waXFbds/S7_ldW7XJdI/AAAAAAAAAp4/o2F7JcS7a74/s1600/baco.jpg

Dionísio era o deus grego, equivalente ao deus romano Baco. Era filho de Zeus e de Sêmele, princesa tebana filha de Cadmo e Harmonia. Foi uma das vítimas da maldição lançada por Hefesto a toda descendência de sua mãe como vingança pela traição de Afrodite . Sêmele, instigada por Hera , rogou a Zeus que a ela se apresentasse em todo seu esplendor. O deus a preveniu de que seria impossível a qualquer mortal resistir a tal visão, mas como tinha jurado jamais negar-lhe qualquer pedido, apareceu diante da princesa em sua aparência divina. Sêmele, que se encontrava grávida na ocasião, não resistiu e caiu fulminada por raios e trovões. Zeus, com o auxílio de Hefesto, retirou-lhe o filho do ventre e o costurou à sua coxa de onde, passado o tempo de gestação, saiu Dionísio. O pequeno deus passou toda sua infância fora do Olimpo pois, ao nascer, para fugir à implacável perseguição de Hera, foi levado por Hermes para ser criado por Ino. Hera, enfurecida com o gesto, puniu o casal, enlouquecendo tanto Ino quanto seu esposo, Átamas. Zeus, temendo nova investida da esposa contra o filho achou por bem enviá-lo à Nisa para ser educado pelas Ninfas e Sátiros. Foi durante esse período que Dionísio descobriu a arte de fabricar o vinho assim como os efeitos inebriantes produzidos pela bebida. Teve que realizar longa e árdua peregrinação até conseguir ser reconhecido como deus e adquirir o direito de participar da assembléia olímpica. Hera, mais uma vez interviu e fez com que fosse acometido por insanidade. Louco, vagueava pelo mundo ensinando aos homens o cultivo da uva e a fabricação do vinho. Foi somente após ser purificado por Réia, sua avó, que o deus pode retornar a Grécia para instaurar ali seu culto. Desta forma, ele assumiu o papel de revelar aos mortais os segredos do cultivo da videira. Assim, é sempre concebido como um jovem sem barba, alegre, embriagado pelo vinho que transborda do copo que ele segura, loiro, com os cabelos se derramando pelos ombros, nas mãos um cacho de uvas ou uma taça, na outra uma pequena lança adornada com folhas e fitas. Seu corpo é geralmente coberto por um tecido de pele leonina, pois nos mitos romanos ele se transforma em Baco, que se metamorfoseia em um leão, com a missão de derrotar e se alimentar dos gigantes que tentavam atingir o céu. Também é possível encontrar a imagem de Dionísio assentado sobre uma vasilha, com um copo na mão, o qual verte vinho embriagante, o que justifica seu andar vacilante. Os gregos ofereciam a ele bodes, coelhos e pássaros corvídeos. Este deus era também considerado um guerreiro, sempre vencendo os adversários, principalmente se livrando das armadilhas de sua rival maior, Hera.

http://1.bp.blogspot.com/_jM_aAJQ7jwg/SQtYmluJsDI/AAAAAAAAArg/7K8MWjYaqgQ/s400/Dion%C3%ADsio.jpg

http://www.oracledelphi.com/images/Dionysos2.jpg

Nenhum comentário:

Postar um comentário