sexta-feira, 28 de maio de 2010

Jormungand

Loki uma vez casou-se com a giganta Angrboda. Da união com Angrboda nasceram Fenrir, um lobo gigantesco com força extraordinária; Jormungand (ou Jormungandr), uma serpente gigante e Hel, a rainha do Reino dos Mortos. Odin, o pai dos deuses, os pegou e levou para sua fortaleza, temeroso do que eles pudessem fazer. Decidiu ele atirar Jormungand (que significa serpente lobo) em Midgard, ou seja a Terra. Caindo no oceano, lá ela ficou, sem que ninguém ousasse incomodá-la… Cresceu cada vez mais, tanto que seu corpo dá a volta ao mundo… Os marinheiros a chamaram de serpente de de Midgard, a serpente que mora na Terra, o local entre a morada dos deuses e a terra dos mortos. Uma vez a serpente foi transformada em gato gigante pelo rei gigante Utgarda-Loki, e o mesmo desafiou Thor a levantá-la. Ele tentou, mas o máximo que conseguiu foi erguer o gato o bastante para tirar uma de suas quatro patas do chão, mesmo assim o gigante reconheceu que foi um grande feito. Segundo o poema escandinavo Edda, quando chegar o Ragnarök ela será cuspida do mar de volta à terra, onde vai envenenar os céus. Thor vai acertar sua cabeça com seu martelo, mas antes de morrer, Jormungand vai cuspir veneno no deus do trovão, que vai caminhar exatos nove passos e morrer.

http://tejiendoelmundo.files.wordpress.com/2010/02/jormungand-ragnarok.jpg

2 comentários:

  1. parabéns! bela analogia dos fatos sobre a serpente
    jormungand e as historias que a rodeavam!

    ResponderExcluir