sexta-feira, 27 de julho de 2012

Argus


Na mitologia grega, Argus ou Argos Panoptes era um gigante que tinha 100 olhos. “Panoptes” significa “aquele que tudo vê”. Era um monstro de cem olhos, fiel servo de Hera. Argos nunca dormia, pelo menos por inteiro. Quando 50 olhos se fechavam para dormir, os outros 50 permaneciam abertos. Por isso mesmo era um excelente vigia. Ele quem cumpria as ordens de Hera, liquidando quem ela determinasse. Foi ele quem liquidou Equidna, o monstro de natureza terrível que devorava viajantes inocentes, enquanto ela dormia. Também foi ele quem vigiava com seus cem olhos, que nunca dormiam, Io a amante de Zeus, que foi transformada em novilha.
Recomendado por Zeus, Hermes fêz Argos Panoptes dormir e matou-o. Quando Argos morreu, Hera o transformou de monstro a um lindo e exuberante pavão real, com suas penas marcadas pelos olhos de Argos Panoptes, em reconhecimento por suas grandes tarefas cumpridas



.

Um comentário:

  1. Excelente! A gente realmente sempre tem algo mais para aprender. Eu conhecia a história de como Hermes matou Argos a mando de Zeus, e também sabia que o pavão era a ave sagrada de Hera, assim como a águia era a de Zeus e a coruja a de Atena, mas nunca tinha estabelecido a relação entre os cem olhos de Argos e os "olhos" da cauda do pavão! Valeu, acabo de conhecer seu blog e certamente voltarei. Também vou considerar uma honra se você der uma passada no meu. Abraços!

    ResponderExcluir